Preenchimento facial com ácido hialurônico

Ácido hialurônico


O ácido hialurônico é produzido naturalmente pelo nosso organismo. Está presente nos espaços entre as células, dando ao rosto um aspecto firme e elástico. Está presente também em importantes líquidos do corpo, como o líquido sinovial que atua na lubrificação das articulações. Mas a maior parte do ácido hialurônico encontra-se na pele, garantindo sua sustentação e hidratação.
Neste post, conversamos com a médica dermatologista Dra. Juliana Toma, que nos explica um pouco mais sobre o preenchimento facial com este medicamento.
A medida que a idade avança, a sua quantidade diminui e a elasticidade da pele fica comprometida, provocando o aparecimento de rugas, sulcos e perda de volume. O ácido hialurônico também é responsável pela sustentação das fibras de colágeno, que dá elasticidade a pele.  Sua diminuição no organismo, significa ausência de hidratação e tonicidade a pele. O preenchimento facial pode ser uma solução para a pele envelhecida. A substância utilizada é idêntica ao ácido hialurônico na sua forma sintética. Sua aplicação ameniza as rugas existentes e combate o aparecimento de outras. O ácido hialurônico se armazena entre as células preenchendo os sulcos melhorando as rugas e tem grande capacidade de atrair água de modo a contribuir muito para a hidratação da pele. O ácido hialurônico é um poderoso hidratante, devido a sua grande capacidade de retenção de água, atuando como uma um absorvente molecular, pois suas moléculas são capazes de absorver mais de 1.000 vezes o seu peso em água.


O ácido hialurônico sintético pode ser produzido a partir da fermentação de bactérias ou por fonte animal. Mas as procedentes de bactérias formam geralmente moléculas menores. Essas diversas ligações e concentrações de moléculas são denominadas de crosslink. Quanto menores as moléculas, mais fáceis sua aplicação. Essas macromoléculas tem grande capacidade de reter água, mantendo a hidratação e a elasticidade da pele.
A aplicação
O ácido hialurônico pode ser utilizado no preenchimento de rugas e no aumento dos lábios. Sua aplicação pode ser feita nos sulcos faciais como o nasojugais (olheiras), nasogenianos (bigode chinês), glabelares (sulcos entre as sombrancelhas) ou nas rugas de expressão. Mas também pode ser aplicado na maçã do rosto, queixo, seios, nádega, etc. Seu efeito pode durar até um ano, dependendo de cada pessoa. Sua aplicação é feita por um dermatologista ou cirurgião plástico em clínicas ou consultórios especializados,  através da injeção de agulhas de diversos calibres e dimensões, dependendo da profundidade da aplicação. Pode ser mais superficial (epiderme) ou mais profunda (derme e hipoderme).
Segundo a Dra. Juliana, após a aplicação o resultado já é visível e ocorre um  inchaço na região, que irá desaparecer em poucos dias. O tempo de duração varia de acordo com a profundidade da ruga. Em regiões com maior movimentação mecânica como o "bigode chinês" ou nos lábios as rugas são mais profundas o que exige um líquido mais espesso ao passo que outros regiões mais delicadas o líquido pode ser menos denso.
A idade mínima de aplicação é de 25 anos e há restrições de seu uso para mulheres grávidas e que amamentam, pessoas que tenham alergia a algum componente ou que tenham alguma deficiência imunológica.
Após o procedimento, a Dra. Juliana também não recomenda massagens nos locais aplicados. Somente depois de 6 horas é possível efetuar limpeza e aplicação de protetor solar e maquiagens. É essencial o uso de protetor solar para que não ocorra manchas nos locais aplicados. Sequelas adversas são muito difíceis de aparecer pois o ácido hialurônico é um componente natural da derme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe enviando sua opinião sobre o post

Pesquisar este blog

redes sociais

youtube

Mais de 6 milhões de visitas \o/